ODRE NOVO

ODRE NOVO5

 

“E ninguém deita vinho novo em odres velhos; doutra sorte, o vinho novo rompe os odres e entorna-se o vinho, e os odres estragam-se; o vinho novo deve ser deitado em odres novos. ” Marcos 2:22

 

O Odre era uma espécie de saco feito de pele, couro, feito para armazenar, transportar e preservar alimentos líquidos, inclusive vinho e Jesus utiliza-se  desse objeto (normal da vida cotidiana do povo daquela região) para ilustrar aquilo que era espiritual.

Nessa parábola, o Mestre referia-se a uma bênção nova, uma profecia que estava preparada para sua igreja, pois a Lei (Odre Velho) não poderia suportar a Graça que viria através do Seu sacrifício na cruz do Calvário, vertendo assim o Seu sangue, Seu espírito. O novo pacto, o Vinho Novo, precisaria de um Odre Novo.

Além disso, Jesus comparava o odre à vida espiritual das pessoas. O Deus está procurando odres novos, limpos, resistentes, para encher do vinho novo, da benção do Espírito Santo.

O Vinho Novo é Deus quem trás, mas preparar o Odre é conosco. Nossa vida é este Odre na presença do Senhor!

Se você está se sentindo como um odre velho, saiba que até o Salmista já teve dias de Odre Velho, odre na fumaça, como proclama no Salmo 119:83: “Pois estou como odre na fumaça; contudo não me esqueço dos teus estatutos”.

Dizem os relatos que as pessoas cozinhavam dentro das tendas ou casas e quando não tinham janelas a fumaça enchia o lugar e a fumaça deixava o Odre escuro e sem elasticidade, portanto, inútil.

A fumaça do calor das provas, das batalhas, das dificuldades desta vida, acaba por atingir nossa vida espiritual, mas Deus pode fazer de você um Odre Novo!

 Contudo, para se fazer um odre, é necessário seguir alguns passos. Vejamos:

 

1º Passo – MORTE DO ANIMAL

O animal deveria ser morto para que o couro fosse retirado. Devemos morrer para o pecado.

a. Gal 2:20 (morte para a lei – Já estou crucificado com Cristo […] Cristo vive em mim)

b. Rom 6:6-11 (morte para o pecado – rompimento com o mundo – Morre o Velho Homem)

c. II Co5:17 (morte para o passado – nova criatura – nascer de novo – as coisas velhas já passaram)

 2º Passo – CORTE DA CABEÇA

A cabeça do animal era retirada. Para sermos úteis nas mãos do Senhor, a nossa mentalidade humana não pode guiar nossa vida espiritual. A razão, a lógica, as nossas convicções ideológicas devem ser retiradas, para que a mente de Cristo esteja em nós. É viver pela fé e em obediente.

a. I Co3:18-20 (a sabedoria humana é vã.)

b. II Co10:5 (subordinando o pensamento ao Senhor)

c. I Co2:16 (o servo tem a mente de Cristo)

3º Passo – DESCARNAR

Qualquer resto de carne que ficasse no couro estragava o conteúdo. Esse processo talvez seja mais doloroso, porque a natureza humana é carnal. Mas, o Senhor colocou a nossa disposição instrumentos, meios para atingirmos a graça de Deus, como a oração, jejuns, leitura à Palavra … Para descarnar é necessária a santificação.

a. Jo 6:63 (A carne para nada aproveita)

b. Rom 8:5,6 (a inclinação da carne é morte)

c. Ef 4:22 (despojai-vos do velho homem)

 

4º Passo – CURTIR O COURO

Depois de limpo, o couro era posto ao sol, para lhe dar resistência e elasticidade. Da mesma forma, o servo de Deus é submetido ao calor das provas, para que adquiria uma maior resiliência espiritual.

a. Isa 48:10 (a Obra purificadora do Espírito)

b. Rom 5:3-5 (atribulação produz a fé, paciência e esperança)

5º Passo – COSTURAR O COURO.

Era hora de fechar o odre, de dar-lhe uma forma. O couro era cuidadosamente costurado para que não houvesse vazamentos do vinho que ali seria posto. Nós “costuramos o couro” quando estamos vigiando e orando, para que não haja brechas em nossa vida e a benção do Espírito Santo fique retida em nós.

 a. Mt. 26:41 (vigiar e orar para não cair em tentação)

b. ITess. 5:22 (guardar-se da aparência do mal)

 6º Passo – PENDURADO NO TRIPÉ

Depois de pronto, o odre era pendurado em um tripé, apoio firme e perfeito, que o mantinha suspenso no ar, sem contato com o chão, pois poderia contaminá-lo. O servo passa a ter seu sustento na Trindade Santa: Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, daquilo que vem do alto, e não mais das coisas dessa terra, desse mundo contaminado.

a. I Jo 5:7,8 (a Trindade realizando a Obra)

b. Sl 55:22 (o Senhor sustém o que nele confia)

7º Passo – ENCHER O ODRE DE VINHO

Depois de pronto, aí o odre era cheio de vinho e passava a ter uma utilidade. O servo, preparado, é cheio do Espírito Santo. Está cheio de conteúdo espiritual e à disposição de quem precisar. Há sempre uma palavra de benção, um conselho do Senhor, que sai da boca do servo cheio do Espírito Santo.

a. Ef 5:18 (enchei-vos do Espírito – vida na revelação, em santidade, busca do Senhor, obediência, consulta à Palavra, etc.)

b. At 4:8 (Pedro cheio do Espírito)

O desejo de Deus é que sejamos como odres novos, capazes de reter toda sorte de bençãos derramadas sobre as nossas vidas e estarmos cheios do Espírito Santo, de modo que possamos ser úteis em suas mãos e estar preparados para o grande dia do arrebatamento da igreja.

 

Mensagem elaborada pelos irmãos da Igreja Cristã Maranata de Vila Velha/ES.

 

Tem alguma sugestão ou algo a acrescentar à esta mensagem? Deixe seu comentário ao final.

Se você tiver alguma mensagem revelada e deseja compartilhá-la conosco para publicação, nos a envie para e-mail blog@centralevangelica.com .

 

Maranata, vem Senhor Jesus!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close